Central de Atendimento

Dúvidas Frequentes

Clique no assunto de seu interesse.

Preencha o campo abaixo com o assunto ou palavra-chave, referente ao que você deseja.

Cancelamento total de matrícula - Graduação Presencial

Sou aluno novo e gostaria de realizar cancelamento total da matrícula, como devo proceder?

O cancelamento total consiste no desligamento do acadêmico com a Universidade, ou seja, renúncia da vaga pelo vestibulando.  O pedido deve ser feito por protocolo, diretamente na Central de Relacionamento.

Cancelamento de disciplina - Graduação Presencial

Gostaria de cancelar uma disciplina ou mais. Como devo proceder?

O cancelamento de disciplina é a suspensão acadêmica da inscrição na(s) disciplina(s) matriculada(s). Neste caso, o acadêmico deverá dirigir-se à Central de Relacionamento no campus para protocolar a solicitação, observando os prazos para cancelamento com isenção financeira das parcelas subsequentes à data de cancelamento.

No caso dos alunos que estiverem matriculados em disciplinas de 2 (dois) créditos (1º trimestre ou 2º trimestre) e também daqueles matriculados em disciplinas de intensivo, o trancamento com isenção das parcelas só ocorrerá se solicitado antes do início das aulas.

Formatura - Graduação Presencial

Neste ano concluo meu curso de graduação. O que devo fazer para encaminhar minha formatura?

O aluno na condição de formando (dois semestres antes da conclusão de curso, ou integralização de 80% da matriz curricular) deverá procurar a sua Coordenação de Curso para informações quanto ao Ato de colação de Grau e possíveis pendências de disciplinas e documentação.

Estou me formando e não tenho interesse em participar da solenidade. Posso solicitar formatura em gabinete? Como funciona?

O acadêmico que optar pela formatura em gabinete deve formalizar sua solicitação junto à Central de Relacionamento. Deverá trazer no momento do pedido, cópia do RG no período definido, conforme Calendário Acadêmico.

Outra pessoa pode retirar meu diploma?

Sim. Desde que esta pessoa tenha em mãos um documento de identificação original e uma procuração registrada em cartório, com finalidade específica, autorizando a retirada.

Qual o prazo para o meu diploma estar liberado para retirada?

O prazo é de aproximadamente 90 dias, após a Colação de Grau.

Meu curso tem o Enade como componente curricular obrigatório. O que ocorre se eu for selecionado e não participar do exame?

Se o acadêmico é formando e é chamado para a prova do Enade deverá obrigatoriamente prestar o exame. Caso contrário ficará com a situação irregular perante o ENADE, estando impedido de colar grau e, consequentemente, de retirar o diploma.

Trancamento de matrícula - Graduação Presencial

Gostaria de trancar minha matrícula. Como devo proceder?

O trancamento de matrícula consiste na suspensão temporária de seus estudos com reserva de vaga. Este trancamento é válido por apenas um semestre, devendo ser renovado, via protocolo, a cada semestre até o limite máximo de quatro semestres. A não renovação de prorrogação de trancamento implicará em perda automática de vaga. 

Não é permitido o trancamento de matrícula no primeiro semestre do Curso.

 

Gostaria de continuar com a matrícula trancada por mais um semestre, como devo proceder?

O aluno deverá solicitar o protocolo de Renovação de Trancamento na Central de Relacionamento, conforme prazos estipulados no calendário acadêmico. Este procedimento pode ser realizado por até três semestres letivos.

Stricto Sensu (Mestrado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária”.

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Mestrado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de mestrado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002.

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para mestrado e de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Stricto Sensu (Doutorado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária."

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Doutorado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de doutorado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Ouvidoria

O que é a Ouvidoria?

A Ouvidoria da ULBRA busca ser referência no auxílio e apoio no fortalecimento dos processos acadêmicos. Assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa.

Como funciona a Ouvidoria?

A Ouvidoria é o canal de comunicação entre o manifestante e a ULBRA, atuando na mediação ente a ULBRA e seu público, que necessita apresentar sua demanda inicialmente nos respectivos setores da Instituição antes de recorrer à Ouvidoria. Qualquer questão deve ser tratada primeiramente com os responsáveis diretos pelos processos: professores, gestores de polo, coordenadores de curso, Call Center, por exemplo.

A Ouvidoria recebe manifestações relacionadas a sugestões, reclamações, denúncias ou elogios, preservando o sigilo e a imparcialidade.

O Contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via autoatendimento, através de protocolo. Também poderá ser realizado através de telefone ou email, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até 7 (sete) dias úteis.

Qual o horário de funcionamento da Ouvidoria?

Em dias úteis de 2ª a 6ª feira, das 8h às 21h

Contato Ouvidoria

Telefone: 3477 9226

Ramal interno: 4032

Email: ouvidoria@ulbra.br

Boletos bancários - Graduação Presencial

Como faço para ter acesso aos boletos bancários?

O acadêmico poderá retirar seus boletos diretamente no Autoatendimento (opção FINANCEIRO – HISTÓRICO E 2ª VIA DE BOLETOS), no site da Ulbra, através do seu CGU e senha.  

 

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Pagamento de mensalidades - Graduação Presencial

Como faço para efetuar o pagamento de um débito que tenho com a ULBRA referentes há anos anteriores?

Entre em contato com o Financeiro de sua unidade para ser informado sobre a situação do débito e as formas de pagamento ou envie um e-mail para apoio_financeiro@ulbra.br.

 

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Efetuei o pagamento, mas não consta no sistema, o que fazer?

O pagamento leva até 72 horas para entrar no sistema devido a compensação bancária. Caso o pagamento não conste no sistema após este prazo, o acadêmico deverá entrar em contato com o Financeiro de sua unidade, enviando o boleto e o comprovante de pagamento para análise.

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Efetuei o pagamento da parcela errada, o que fazer?

O acadêmico deverá entrar em contato com o Financeiro de sua unidade para protocolar solicitação de realocação do pagamento para a parcela correta.

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Qual o dia de vencimento dos boletos de mensalidade?

A data de vencimento é no dia 10 de cada mês.

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Minhas mensalidades serão fixas até o fim do curso?

Não, o valor do crédito é reajustado anualmente e isso faz com que o valor da mensalidade sofra alteração.

Cheque devolvido - Graduação Presencial

Tenho um cheque que foi devolvido. Com quem devo falar?

O aluno deverá entrar em contato com o Financeiro a fim de verificar qual a situação do cheque e então será encaminhado para o setor responsável (Jurídico ou Tesouraria).

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Descontos - Graduação Presencial

Sou funcionário da ULBRA e gostaria de solicitar desconto na mensalidade. O que fazer?

O funcionário/dependente deve protocolar a solicitação no Financeiro de sua unidade e anexar a documentação, quando necessária.

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Tenho um crédito de semestres anteriores, como devo proceder?

Caso o aluno esteja com sua situação acadêmica de ativo ou trancado no sistema, o crédito será utilizado para abatimento de parcelas em aberto. Para o aluno com cancelamento total ou formado, deverá ser solicitado protocolo de devolução de valores pagos no Financeiro de sua unidade ou no Autoatendimento no caso de ser aluno EAD, anexando a documentação necessária.

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9199

Financiamento - Graduação Presencial

O que é o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

Quem pode solicitar o FIES?

Podem solicitar o financiamento os estudantes pré–selecionados no processo seletivo do FIES em cursos presenciais de graduação não gratuitos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Programa, e que atendam as demais exigências estabelecidas nas normas do FIES para essa finalidade.

Quem NÃO pode solicitar o FIES?

É vedada a inscrição no FIES a estudante:

Que não tenha sido pré–selecionado no processo conduzido pelo MEC;

Cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;

Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES, exceto o estudante financiado pelo programa que mediante requerimento ao Agente Operador do Fundo comprovar o não usufruto do financiamento e o encerramento antecipado do contrato;

Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);

Que tenha concluído curso superior;

Beneficiário de bolsa integral do ProUni;

Beneficiário de bolsa parcial do ProUni em curso ou IES distintos da inscrição no FIES;

Que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio Enem – a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas inferior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e/ou nota na redação igual a 0 (zero);

Cuja renda familiar mensal bruta per capita seja superior a 2,5 (dois e meio) salários mínimos.

É exigido o ENEM para o FIES?

Sim. A seleção dos estudantes aptos para a contratação do FIES, a partir do primeiro semestre de 2016, será efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, observadas as demais normas estabelecidas pelo Ministério da Educação, sendo exigida:

Média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem igual ou superior a quatrocentos e cinquenta pontos;

Nota na redação do Enem diferente de zero.

O FIES financia todos os cursos? Existe algum limite financeiro para os cursos?

Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), ofertados pelas instituições de ensino superior, participantes do FIES.

O FIES financia os cursos de graduação presenciais ofertados com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do FIES.

Os cursos que ainda não possuam avaliação no SINAES e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, também poderão participar do Programa.

Qual é a taxa de juros do FIES?

A taxa efetiva de juros do FIES é de 6,5% ao ano para todos os cursos.

Como faço para me inscrever no FIES?

A inscrição no FIES será efetuada exclusivamente pela internet, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), disponível nas páginas eletrônicas do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE.

Confira o passo a passo para solicitar o financiamento:

 

1° Passo: Inscrição no Sistema de Seleção do Fies (Fies Seleção)

O primeiro passo para efetuar a inscrição consiste em acessar o Sistema de Seleção do FIES (FIES Seleção) e informar os dados solicitados. No primeiro acesso, o estudante informará seu número de Cadastro de Pessoa Física (CPF), sua data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrará uma senha que será utilizada sempre que o estudante acessar o Sistema. Após informar os dados solicitados, o estudante receberá uma mensagem no endereço de e-mail informado para validação do seu cadastro. A partir daí, o estudante acessará o FIES Seleção e fará sua inscrição informando seus dados pessoais, do seu curso e instituição.

2° Passo: Inscrição no SisFIES

O estudante pré–selecionado deverá acessar o SisFIES e efetivar sua inscrição, em até 5 (cinco) dias corridos a contar da divulgação de sua pré–seleção, informando os dados de financiamento a ser contratado.

3º Passo: Validação das informações

Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A CPSA é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

4º Passo: Contratação do financiamento

Após a validação das informações, o estudante, e se for o caso, seu (s) fiador (es) deverão comparecer a um agente financeiro do FIES em até 10 (dez) dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento.

No ato da inscrição no SisFIES, o estudante escolherá a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais Agentes Financeiros do Programa.

Atenção! Os prazos para validação da documentação junto à CPSA e para comparecimento à instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFIES e da validação da inscrição na CPSA, respectivamente, e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados.

O que é a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)?

A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) é responsável pela validação das informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição, bem como dar início ao processo de aditamento de renovação dos contratos de financiamento.

Cada local de oferta de cursos da instituição de ensino participante do FIES deverá constituir uma Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). A Comissão será composta por cinco membros, sendo dois representantes da instituição de ensino, dois representantes da entidade máxima de representação estudantil da instituição de ensino e um representante do corpo docente da instituição de ensino.

Os representantes da Comissão deverão integrar o corpo docente, discente e administrativo do local de oferta de cursos. Caso não exista entidade representativa dos estudantes no local de oferta de cursos, os representantes estudantis serão escolhidos pelo corpo discente da instituição.

O que é a Equipe de apoio técnico da CPSA?

É uma equipe que irá auxiliar a CPSA na validade, solicitação, comprovação e confirmação dos dados dos estudantes informados no sistema, que poderá ser composta por até 10 membros da instituição de ensino.

Qual documentação deve ser apresentada pelo estudante à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)?

Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá procurar a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) em sua instituição de ensino e validar as informações prestadas. A documentação que deve ser apresentada na CPSA pode ser consultada na Portaria Normativa MEC Nº 10/2010 em seus anexos.

É vedado à CPSA efetuar a validação das informações prestadas pelo estudante no módulo de inscrição do SisFIES, bem como da documentação por este apresentada para habilitação ao financiamento estudantil, em curso para o qual não tenha sido confirmada a formação da respectiva turma na IES.

Após a validação das informações pela CPSA, qual documentação deve ser apresentada pelo estudante à instituição bancária?

Para efetuar a contratação do financiamento deverão ser apresentados os documentos (originais e fotocópias):

Documentos do aluno:

  • Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) emitido pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA);
  • Termo de concessão ou de atualização do usufruto de bolsa parcial do ProUni, quando for o caso;
  • Documento de identificação;
  • CPF próprio e, se menor de 18 anos de idade não emancipado, CPF do seu representante legal;
  • Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge, se for o caso;
  • Comprovante de residência.
  • Documentos do fiador (no caso da opção por fiança convencional ou fiança solidária):
  • Documento de identificação;
  • CPF;
  • Certidão de casamento;
  • CPF e documento de identificação do cônjuge se for o caso;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de rendimentos, salvo no caso de fiança solidária.

O que acontece se o estudante não comparecer à CPSA ou ao Agente Financeiro nos prazos estabelecidos?

Caso o estudante não compareça à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) ou ao Agente Financeiro (instituição bancária) nos prazos determinados, a inscrição será cancelada.

Como o estudante deve proceder com o aditamento de renovação semestral?

O aditamento de renovação semestral dos contratos de financiamento, simplificados e não simplificados, deverão ser realizados por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), mediante solicitação da Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) e confirmação eletrônica pelo estudante financiado.

Após a solicitação do aditamento pela CPSA, o estudante deverá verificar se as informações inseridas no SisFIES estão corretas e:

I — em caso positivo, confirmar a solicitação de aditamento em até 20 (vinte) dias contados a partir da data da conclusão da solicitação e, em seguida, comparecer à CPSA para retirar uma via do Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), devidamente assinada pelo presidente ou vice—presidente da Comissão;

II — em caso negativo, rejeitar a solicitação de aditamento e entrar em contato com CPSA para sanar as incorreções e solicitar o reinicio do processo de aditamento.

Em se tratando a solicitação de aditamento não simplificado, o estudante, após assinar o DRM, deverá dirigir—se ao Agente Financeiro, acompanhado do seu representante legal e dos fiadores, quando for o caso, para formalizar o aditamento ao contrato de financiamento em até 10 (dez) dias contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da confirmação da solicitação de aditamento.

O que é aditamento simplificado e aditamento não simplificado?

Aditamento simplificado ocorre quando não há alteração de clausulas contratuais do financiamento do estudante. Já o aditamento não simplificado ocorre quando há alguma alteração das clausulas contratuais do financiamento do estudante.

Lembrando que o Agente Operador do FIES poderá incluir e/ou alterar as hipótese de aditamentos simplificados e não simplificados.

Existe um percentual mínimo de financiamento pelo FIES?

Não. Existe valor mínimo a ser financiado de R$ 100,00 (cem reais) por mês. O percentual de financiamento dos encargos educacionais será definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita.

Existe um percentual máximo de financiamento pelo FIES?

Não. O percentual de financiamento dos encargos educacionais será definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante e observará os parâmetros estabelecidos na aplicação da fórmula e tabela abaixo.

O cálculo do percentual de financiamento é realizado de acordo com a fórmula no anexo.

 

O percentual do financiamento poderá ser aumentado?

Somente o estudante bolsista parcial do ProUni poderá elevar o percentual de financiamento do FIES quando do aditamento de renovação semestral, desde que a bolsa do ProUni seja no mesmo curso e IES onde possuí o financiamento estudantil.

Na hipótese de decurso de prazo para validação da solicitação de renovação, o que o estudante pode fazer?

É facultado à CPSA realizar nova solicitação de renovação, desde que esteja vigente o prazo regulamentar para essa finalidade.

Como calcular o percentual de comprometimento da renda?

Para calcular o percentual de comprometimento da renda é necessário primeiro dividir por 6 (seis) o valor da semestralidade com desconto, obtendo assim o valor da mensalidade com desconto. Dividindo o valor da mensalidade com desconto pela renda familiar mensal bruta per capita e multiplicando esse resultado por 100 (cem), obtemos o percentual de comprometimento.

Exemplo:

  • Semestralidade com desconto: R$ 3.600,00
  • Mensalidade com desconto: R$ 600,00 (R$ 3.600,00 ÷ 6)
  • Renda familiar mensal bruta per capita: R$ 1.000,00
  • Percentual de comprometimento: 60% [(R$ 600,00 ÷ R$ 1.000,00) * 100]

O estudante que já pagou alguma mensalidade do semestre poderá ser ressarcido, caso contrate o financiamento?

Sim. Caso a contratação do financiamento aconteça no decorrer do semestre, a instituição de ensino deverá ressarcir ao estudante financiado o valor referente aos repasses recebidos de parcelas da semestralidade já pagas pelo estudante.

É necessário ter um fiador para ter acesso ao financiamento?

Para contratação do financiamento é exigida a apresentação de fiador. Existem dois tipos de fiança: a fiança convencional e a fiança solidária.

Ficam dispensados da exigência de fiador os alunos bolsistas parciais do ProUni, os alunos matriculados em cursos de licenciatura e os alunos que tenham renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

Quem NÃO poderá ser fiador?

Cônjuge ou companheiro (a) do estudante;

Estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo — PEC/CREDUC, salvo no caso de quitação total do financiamento;

Cidadão estrangeiro, exceto cidadão português que comprovadamente possua a concessão dos benefícios do Estatuto da Igualdade, conforme Decreto nº 3.927, de 19 de setembro de 2001, comprovada por meio da carteira de identidade de estrangeiro emitida pelo Ministério da Justiça;

Estudante que possua financiamento vigente concedido no âmbito do FIES.

O que é a fiança convencional?

A fiança convencional é aquela prestada por até dois fiadores cuja renda seja igual ao dobro do valor da mensalidade paga pelo estudante, considerados os descontos de pontualidade e de caráter coletivo oferecidos pela IES.

Em se tratando de estudantes beneficiários de bolsa parcial do ProUni, o (os) fiador (es) deverá (ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual à parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual.

Por força da adesão das entidades mantenedoras ao FIES e ao FGEDUC, os contratos formalizados a partir de 1º de fevereiro de 2014, garantidos por fiança convencional ou solidária, terão como garantia colateral o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). Assim, em caso de inadimplemento das parcelas do financiamento, os fiadores e o FGEDUC serão chamados a honrarem a dívida inadimplida.

No entanto, a garantia do FGEDUC, nestes casos, estará condicionada à disponibilidade de saldo deste Fundo, que será verificada a cada contratação inicial e renovação semestral. Desse modo, poderão ocorrer semestres (e respectivo saldo devedor) garantidos, concomitantemente, pelo FGEDUC e pela Fiança, enquanto outros semestres serão garantidos somente por Fiança Convencional. 

O que é a fiança solidária?

O grupo de fiadores deverá ser constituído na mesma agência do agente financeiro escolhido, reunidos em grupo de 3 a 5 participantes não sendo exigida a comprovação de rendimentos. Os estudantes deverão obrigatoriamente ser da mesma IES e do mesmo local de oferta do curso. Os estudantes não poderão ser do mesmo grupo familiar e ficarão restritos a oferecer essa modalidade a apenas um grupo.

Por força da adesão das entidades mantenedoras ao FIES e ao FGEDUC, os contratos formalizados a partir de 1º de fevereiro de 2014, garantidos por fiança convencional ou solidária, terão como garantia colateral o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). Assim, em caso de inadimplemento das parcelas do financiamento, os fiadores e o FGEDUC serão chamados a honrarem a dívida inadimplida.

No entanto, a garantia do FGEDUC, nestes casos, estará condicionada à disponibilidade de saldo deste Fundo, que será verificada a cada contratação inicial e renovação semestral. Desse modo, poderão ocorrer semestres (e respectivo saldo devedor) garantidos, concomitantemente, pelo FGEDUC e pela Fiança, enquanto outros semestres serão garantidos somente por Fiança Solidária.

O que é o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC)?

O Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo — FGEDUC, criado pela Lei nº 12.087/09, é um fundo garantidor de crédito de natureza privada, que opera no âmbito do FIES e é administrado pelo Banco do Brasil. A partir de 01.02.2014, a oferta de curso para o financiamento estudantil ficou condicionada à adesão da entidade mantenedora de instituição de ensino ao Fies e ao FGEDUC.

O FGEDUC proporciona segurança e facilidades aos diversos agentes participantes do FIES. No caso dos estudantes, o FGEDUC elimina a necessidade de apresentação de fiador no momento da contratação do financiamento. Já para as mantenedoras, o fundo garante até 90% do risco de inadimplência das operações de crédito educativo.

A contribuição ocorrerá mensalmente para o fundo por meio do recolhimento da Comissão de Concessão de Garantia (CCG), cujo valor corresponderá a 6,25% (seis inteiros e vinte e cinco centésimos por cento), calculado sobre a parcela das operações de financiamento garantidas pelo FGEDUC. O valor da CCG será debitado dos encargos educacionais pagos pelo FNDE às entidades mantenedoras de instituição de ensino, conforme as disposições do Termo de Adesão entre as partes, e repassado ao FGEDUC.

Quem poderá optar exclusivamente pelo Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC)?

O estudante poderá no momento da inscrição optar exclusivamente pelo FGEDUC desde que observadas uma das exigências abaixo:

  • Estudante matriculado em cursos de licenciatura;
  • Estudante com renda familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio;

Bolsista parcial do Programa Universidade para Todos (ProUni) que opte por inscrição no FIES no mesmo curso em que é beneficiário da bolsa.

Como recorrer exclusivamente ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC)?

A partir de 01.02.2014, a oferta de curso para o financiamento estudantil ficou condicionada à adesão da entidade mantenedora de instituição de ensino ao Fies e ao FGEDUC.

A opção exclusiva pelo FGEDUC deverá ser realizada no SisFIES no momento da inscrição e deverá observar uma das seguintes exigências: 

  • Estudante matriculado em cursos de licenciatura;
  • Estudante com renda familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio;
  • Bolsista parcial do Programa Universidade para Todos (ProUni) que opte por inscrição no FIES no mesmo curso em que é beneficiário da bolsa.

O que é Garantia concomitante?

Por força da adesão das entidades mantenedoras ao FIES e ao FGEDUC, os contratos formalizados a partir de 1º de fevereiro de 2014, garantidos por fiança convencional ou solidária, terão como garantia colateral o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). Assim, em caso de inadimplemento das parcelas do financiamento, os fiadores e o FGEDUC serão chamados a honrarem a dívida inadimplida.

No entanto, a garantia do FGEDUC, nestes casos, estará condicionada à disponibilidade de saldo deste Fundo, que será verificada a cada contratação inicial e renovação semestral. Desse modo, poderão ocorrer semestres (e respectivo saldo devedor) garantidos, concomitantemente, pelo FGEDUC e pela Fiança, enquanto outros semestres serão garantidos somente por Fiança (convencional ou solidária).

Todos os estudantes podem trabalhar na rede pública em troca da quitação de suas parcelas?

Não. Somente estudantes financiados pelo FIES em cursos de licenciatura, pedagogia ou normal superior, em efetivo exercício na rede pública de educação básica e estudantes graduados em medicina, integrantes de equipe de saúde da família oficialmente cadastrada.

Quais critérios devem ser seguidos para conseguir o benefício?

Licenciatura

Ser professor da rede pública de educação básica, em efetivo exercício, com carga horária de, no mínimo, 20 horas semanais, que cursou ou que esteja cursando licenciatura, pedagogia ou normal superior e tenha a situação de seu respectivo financiamento na condição de ativo e adimplente no agente financeiro.

Os meses trabalhados para fins da concessão do abatimento são todos aqueles em efetivo exercício a partir de janeiro de 2010.

Durante o período em que o professor fizer jus ao benefício, fica desobrigado do pagamento das prestações do financiamento.

A desobrigação do pagamento das prestações será mantida enquanto o professor fizer jus ao abatimento. Nesse período serão informados e validados os meses efetivamente trabalhados para fins de contagem do abatimento a ser concedido.

Se o valor total do abatimento não for suficiente para liquidar o saldo devedor consolidado, deverá retomar o pagamento das prestações do financiamento até a liquidação total do saldo devedor consolidado não liquidado com o valor do abatimento.

As Secretarias de Educação dos Municípios, Estados e do Distrito Federal deverão confirmar as informações prestadas pelo professor referentes ao efetivo exercício na rede pública de educação básica. As informações deverão ser atualizadas pelo financiado e validadas pela respectiva Secretaria de Educação a cada ano para a operacionalização do abatimento

 

Medicina

Estudante graduado em Medicina integrante de equipe da Saúde da Família oficialmente cadastrada, que atue em um dentre os 2.219 municípios selecionados como prioritários pelo Ministério da Saúde, conforme definidos pela Portaria Conjunta MEC — Ministério da Saúde nº 2, de 25 de agosto de 2011.

Pela regra, a solicitação do abatimento deve ocorrer a partir de 1 (um) ano de trabalho ininterrupto como médico integrante de equipe de saúde da família oficialmente cadastrada.

A desobrigação do pagamento das prestações será mantida enquanto o médico fizer jus ao abatimento. Nesse período, serão informados e validados os meses efetivamente trabalhados para fins de contagem do abatimento a ser concedido.

Se o valor total do abatimento não for suficiente para liquidar o saldo devedor consolidado, deverá retomar o pagamento das prestações do financiamento até a liquidação total do saldo devedor consolidado não liquidado com o valor do abatimento.

Dezenove especialidades médicas previstas: anestesiologia, cancerologia, cancerologia cirúrgica, cancerologia clínica, cancerologia pediátrica, cirurgia geral, clínica médica, geriatria, ginecologia e obstetrícia, medicina de família e comunidade, medicina intensiva, medicina preventiva e social, neurocirurgia, neurologia, ortopedia e traumatologia, patologia, pediatria, psiquiatria e radioterapia. As áreas de atuação prioritárias são cirurgia do trauma, medicina de urgência, neonatologia e psiquiatria da infância e da adolescência.

Como requerer o benefício de abatimento de 1%?

Para requerer o benefício, o docente ou estudante deve formalizar o pedido no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do MEC que opera o financiamento estudantil. O FNDE disponibilizará neste sítio um sistema específico para que seja feito esse requerimento. Ao requerer o abatimento, o estudante deverá informar os dados referentes ao seu contrato de financiamento e a Secretaria de Saúde ou Educação a que se encontra vinculado. Após receber a solicitação de abatimento, o FNDE notificará o Agente Financeiro responsável para a suspensão da cobrança das prestações referentes à amortização do financiamento. As Secretarias de Saúde ou Educação dos Municípios, Estados e do Distrito Federal deverão confirmar as informações prestadas pelo estudante referentes ao efetivo exercício na rede pública de educação básica. As informações deverão ser atualizadas pelo financiado e validadas pela respectiva Secretaria de Saúde ou Educação a cada ano para a operacionalização do abatimento.

O estudante pode solicitar o abatimento com parcelas em atraso?

Não. Para solicitar o abatimento, o estudante financiado que esteja inadimplente ou com parcelas em atraso deve regularizar o pagamento dos juros e das prestações do financiamento, devendo permanecer nessa situação até a concessão do benefício.

Professores que possuam contrato temporário poderão solicitar o abatimento?

Sim. O graduado ou estudante financiado pelo FIES poderá solicitar o abatimento independentemente da natureza do vínculo, se efetivo ou temporário, com a União, o Estado, o Distrito Federal ou o município, desde que atenda às demais condições para a concessão do benefício.

Como deve proceder o estudante que contratou financiamento pelo FIES, até 15 de janeiro de 2010 e foi pré-selecionado para bolsa do ProUni?

Os estudantes financiados pelo FIES em data anterior ao dia 15 de janeiro de 2010 deverão apresentar à Coordenação do ProUni cópia da solicitação de encerramento do financiamento feita à Caixa Econômica Federal.

O que é a dilatação de prazo de utilização do financiamento?

A dilatação é o aumento do prazo de utilização do financiamento por até 2 (dois) semestres consecutivos, caso o estudante não tenha concluído o curso até o último semestre do financiamento.

Como e quando solicitar a dilatação de prazo de utilização do financiamento?

A solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento será realizada pelo estudante, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), no período compreendido entre o primeiro dia do último mês do semestre de encerramento do curso e o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da dilatação.

Após a solicitação no sistema, o pedido precisa ser validado pela Comissão Permanente de Supervisão e Avaliação (CPSA) da instituição de ensino superior em até 5 (cinco) dias e, em seguida, o estudante deverá efetuar o aditamento de renovação do financiamento para o semestre dilatado.

É possível solicitar transferência de instituição e/ou curso durante o período de dilatação de financiamento?

Durante o período de dilatação do financiamento, a realização de transferência somente poderá ocorrer quando destinar—se à mudança de instituição de ensino para conclusão do curso financiado e desde que a quantidade de semestres a cursar na instituição de destino não ultrapasse o prazo máximo permitido para dilatação.

Qual o período da transferência integral de curso?

O estudante poderá transferir de curso uma única vez na mesma instituição de ensino, desde que o período transcorrido entre o mês de início da utilização do financiamento e o mês de desligamento do estudante do curso de origem não seja superior a 18 (dezoito) meses.

No caso dos bolsistas parciais do ProUni poderão transferir–se de curso mais de uma vez, mesmo depois de transcorridos os 18 (dezoito) meses.

A transferência integral de curso poderá ser solicitada pelo estudante a partir do primeiro dia do último mês do semestre cursado ou suspenso na instituição de ensino de origem até o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da transferência.

Qual o período da transferência integral de IES?

O estudante poderá transferir de instituição de ensino uma única vez a cada semestre, não sendo, neste caso, para fins do FIES, considerado transferência de curso.

A transferência integral de instituição de ensino poderá ser solicitada pelo estudante a partir do primeiro dia do último mês do semestre cursado ou suspenso na instituição de ensino de origem até o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da transferência.

O que é a suspensão temporária do contrato de financiamento estudantil?

É a suspensão temporária da utilização do financiamento mantida a duração regular do curso para fins de cálculo do prazo de amortização do financiamento. 

Quando o estudante poderá solicitar a suspensão temporária da utilização do financiamento?

A suspensão temporária da utilização do financiamento deverá ser solicitada pelo estudante, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), até o 15º (décimo quinto) dia dos meses de janeiro a maio, para o 1º semestre, e de julho a novembro, para o 2º semestre, e terá validade a partir do primeiro dia do mês seguinte ao da solicitação.

A suspensão temporária do semestre para o qual o estudante não tenha feito a renovação semestral do financiamento poderá ser solicitada em qualquer mês do semestre a ser suspenso e terá validade a partir do 1º (primeiro) dia do semestre suspenso.

Na hipótese de decurso do prazo para validação da solicitação de suspensão temporária pela CPSA, o que o estudante pode fazer?

É facultado ao estudante realizar nova solicitação de suspensão, desde que esteja vigente o prazo regulamentar para essa finalidade.

Na hipótese de rejeição da solicitação de suspensão temporária pela CPSA, o que o estudante pode fazer?

Havendo a rejeição da solicitação pela CPSA, o estudante somente poderá efetuar nova solicitação após o cancelamento da rejeição pela Comissão, desde que esteja vigente o prazo regulamentar para essa finalidade.

Por quanto tempo o estudante poderá solicitar a suspensão temporária da utilização do financiamento?

A utilização do financiamento poderá ser suspensa temporariamente por até 2 (dois) semestres consecutivos, por solicitação do estudante e validação da Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) do local de oferta de curso, ou por iniciativa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), agente operador do FIES.

É possível ao estudante solicitar mais de 2 (duas) suspensões temporárias da utilização do financiamento?

Sim, excepcionalmente, por mais um semestre, na ocorrência de fato superveniente formalmente justificado pelo estudante e validado pela CPSA; ou por mais 2 (dois) semestres consecutivos, na ocorrência do encerramento de atividade de instituição de ensino aderente ao FIES, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação, até que seja realizada a transferência de instituição de ensino.

Como se dará a contagem da suspensão temporária do financiamento?

Independentemente do mês do semestre em que for solicitada a suspensão temporária, considerar-se-á o semestre integral para fins da contagem do prazo.

Quando ocorrerá a suspensão temporária por iniciativa do Agente Operador?

A suspensão temporária, por iniciativa do agente operador, ocorrerá quando não efetuada pelo estudante a renovação semestral do financiamento durante o prazo regulamentar.

O que é o encerramento antecipado do contrato de financiamento estudantil?

É o encerramento antecipado da utilização do financiamento e inicio das fases de carência e amortização de contrato de financiamento estudantil.

O estudante deverá solicitar o encerramento quando terminar o prazo de utilização do financiamento?

Não. As fases de carência e amortização serão iniciadas automaticamente após a conclusão do período de utilização do financiamento.

Como e quando solicitar o encerramento antecipado do contrato de financiamento?

A solicitação do encerramento do contrato de financiamento poderá ser realizada pelo estudante, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES). A solicitação deverá ser realizada até 15º dia dos meses de janeiro a maio e de julho a novembro de cada ano.

O estudante que solicitar o encerramento poderá antecipar a fase de amortização do financiamento?

Sim. O estudante que optar pelo encerramento antecipado da utilização do financiamento deverá escolher uma das seguintes opções:

I— liquidar o saldo devedor do financiamento no ato da assinatura do Termo de Encerramento;

II — permanecer na fase de utilização do financiamento e cumprir as fases de carência e amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente.

III — antecipar a fase de carência do financiamento e cumprir a fase de amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente; ou

IV — antecipar a fase de amortização do financiamento e efetuar o pagamento das prestações de acordo com as condições pactuadas contratualmente.

É exigida a assinatura do fiador no respectivo Termo de Encerramento?

Quando vinculadas a contratos de financiamento garantidos por fiança convencional ou solidária, será exigida a assinatura do fiador para todas as opções de encerramento, exceto no caso do estudante liquidar o saldo devedor do financiamento no ato da assinatura do Termo de Encerramento.

Caso o estudante queira permanecer na fase de utilização do financiamento e cumprir as fases de carências e amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente será necessário comprovar a condição de estudante regularmente matriculado?

A partir do 2º semestre do ano de 2013, o encerramento antecipado da utilização do financiamento, na opção de permanecer na fase de utilização, ficará condicionado à comprovação da condição de estudante matriculado em curso superior e deverá ser feita no agente financeiro por ocasião da assinatura do Termo de Encerramento, mediante a apresentação de declaração emitida pela instituição de ensino detentora da matrícula do estudante.

O estudante que encerrou antecipadamente seu financiamento poderá obter novo financiamento do FIES?

Não será concedido novo financiamento para estudante que tenha encerrado o prazo de utilização do financiamento, mesmo que antecipadamente.

O que é CredIes?

O crédito universitário CredIES é uma forma de financiamento educacional onde o estudante paga 50% da mensalidade enquanto estuda para a instituição de ensino e, os outros 50%, após a conclusão do curso, diretamente à Fundacred.

Quem concede o financiamento?

O CredIES é oferecido pela Fundacred, em parceira Ulbra.

Quem pode solicitar?

Qualquer estudante de graduação presencial da Ulbra pode solicitar o CredIES Ulbra, desde que esteja devidamente matriculado em no mínimo 12 créditos e com a matrícula paga. (O financiamento não é válido para os cursos de Medicina, Medicina Veterinária e Odontologia).

É preciso fiador?

Sim, é necessário um fiador maior de 18 anos, com renda comprovada e sem restrições financeiras. Podendo ser familiar. Não pode ser cônjuge.

O estudante pode ser seu próprio fiador?

Não.

Qual a renda que o fiador precisa apresentar?

Deverá ser 1,5 (uma vez e meia) o valor da mensalidade do semestre na contratação. Respeitando o mínimo de R$ 1.500

A renda do estudante pode ser somada a renda do fiador?

Não.

O fiador pode ter dois contratos de financiamento CredIes?

Sim, desde que a renda atenda aos valores dos dois contratos.

O aluno precisa comprovar renda?

Não há necessidade.

Como solicitar o CredIes?

O estudante deve acessar o site da Fundacred (http://www.fundacred.org.br/site/) e realizar o cadastro no Portal do Estudante. Ele irá realizar seu cadastro e também já deverá informar os dados do fiador, e também anexar sua documentação e do fiador.

Quais documentos devem ser anexados?

Fiador: RG, CPF, comprovante de renda, comprovante de residência , certidão de casamento e RG do cônjuge.

 

Aluno: RG, CPF, comprovante de matrícula ,comprovante de renda, comprovante de residência , certidão de casamento e RG do cônjuge.

Como o aluno é avisado que está aprovado?

Ele receberá e-mails informando sobre todas as etapas do processo. E também pode acompanhar pelo portal do estudante.

Após aprovado, o contrato fica disponível no site da Fundacred?

Sim, o aluno realiza a impressão do contrato no próprio site da Fundacred.

Após assinar o contrato, como proceder?

O contrato deve ser assinado pelo aluno e fiador, nas três vias. Após, enviar para Fundacred pelo correio.

O que é a carta de crédito?

A carta de crédito é um documento emitido após a formalização do contrato. Ela comprova o valor do seu crédito para o semestre.

A carta de crédito está disponível no site, o que fazer com este documento?

Sim, ficará disponível no site, após a conferência das assinaturas no contrato pela Fundacred. O aluno poderá entregar este documento diretamente na unidade.

Como fica o valor da mensalidade pago integralmente para Instituição até a concessão do financiamento?

O valor correspondente ao percentual contratado no financiamento de (50%), é restituído ao aluno em forma de crédito, para abater nas próximas mensalidades.

O financiamento é renovado semestralmente?

Sim, a Fundacred contata os alunos semestralmente para que seja renovado o contrato para o semestre em curso.

Ao acrescentar mais disciplinas, é necessário comprovar novamente a renda do fiador?

Não. A documentação é analisada apenas na concessão do primeiro contrato.

Qual o prazo para restituição do CredIes?

O prazo previsto para restituição é o mesmo da contratação, ou seja, se o aluno auferiu o benefício por 2 (dois) anos, o reembolso ocorrerá em igual período.

Caso o aluno já possua uma graduação, pode solicitar o financiamento para cursar outra?

Sim, é possível.

O financiamento pode ser solicitado para Pós Graduação?

Não.

Qual o valor que será pago após a conclusão do curso?

No site da Fundacred, o aluno pode realizar uma simulação.

Existe carência para iniciar o pagamento do financiamento?

Não. O pagamento inicia no mês seguinte ao da conclusão do curso.

É possível trancar a matrícula sendo beneficiário do CredIES?

O crédito pode ser trancado por um semestre, no máximo dois. Ultrapassando esse prazo, o crédito será cancelado e a restituição será imediata. Ao realizar o trancamento, o aluno deverá informar à Fundacred.

O aluno pode trocar de instituição de ensino e continuar utilizando o CredIES?

O crédito é intransferível, ou seja, no momento em que o beneficiário trocar de instituição, automaticamente iniciará o reembolso do valor usufruído.

É possível solicitar troca de curso?

Sim. É possível.

Processos Seletivos - Prouni

O que é o Programa Universidade para Todos - Prouni?

É o programa do Ministério da Educação, criado pela Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005, que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Quais são os requisitos para ser bolsista do Prouni?

Podem participar do Prouni os estudantes brasileiros que não possuam diploma de curso superior e que atendam a pelo menos uma das condições abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola privada;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesses casos não há requisitos de renda.

Para concorrer às bolsas integrais o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Como funciona o processo seletivo do Prouni?

O processo seletivo do Prouni é composto por duas fases: processo regular e processo de ocupação das bolsas remanescentes.

No processo regular pode se inscrever o candidato que tenha participado da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano imediatamente anterior e que tenha obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas das provas do Exame e nota acima de zero na redação.

No processo para ocupação das bolsas remanescentes pode se inscrever o candidato que:

  • Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou
  • Tenha participado do Enem, a partir da edição de 2010, e que tenha obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Em ambos os processos as inscrições são gratuitas e efetuadas exclusivamente pela internet, por meio da página do Prouni.

São realizados dois processos seletivos do Prouni por ano, um no primeiro semestre e outro no segundo semestre.

Quais os tipos de bolsa oferecidos pelo Prouni?

Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.

 

Bolsa parcial de 50%: a Universidade não oferece essa opção.

Como calcular a renda familiar bruta mensal por pessoa?

A renda é calculada somando-se a renda bruta mensal dos componentes do grupo familiar e dividindo-se pelo número de pessoas que formam este grupo. Se o resultado for até um salário mínimo e meio, o estudante poderá concorrer a uma bolsa integral. Entende-se como grupo familiar a unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio.

Quais as implicações para o candidato que apresentar informações ou documentos falsos no Prouni?

A apresentação de informações ou documentos falsos implicará a reprovação do candidato pelo coordenador do Prouni, sujeitando-o às penalidades previstas no art. 299 do Decreto-Lei n° 2.848, de 7 de dezembro de 1940, Código Penal.

Uma vez pré-selecionado, o candidato deverá comparecer no Setor responsável pela análise da comprovação de sua condição socioeconômica nas Unidades ULBRA. Os responsáveis analisarão a documentação apresentada e poderão solicitar documentos complementares, se houver necessidade.

Cabe ao setor de análise da condição socioeconômica validar ou reprovar a comprovação das informações dos candidatos, de acordo com os documentos que foram apresentados.

Resultado - Prouni

Como saber se foi pré-selecionado pelo PROUNI ?

O candidato deve acessar o site do PROUNI em http://siteprouni.mec.gov.br com seu código de ENEM e senha e verificar como ficou sua classificação e pré-seleção.

Se pré-selecionado na 1ª ou na 2ª Chamada conforme o cronograma divulgado pelo PROUNI deverá ficar atento aos prazos para entrega da documentação.

Como proceder para entregar a documentação na ULBRA?

As Unidades ULBRA dispõem de uma ferramenta especial para facilitar a entrega da documentação de seus candidatos pré-selecionados.

Antes de comparecer na Unidade para a qual se candidatou e foi pré-selecionado pelo PROUNI o estudante deverá acessar a página www.ulbra.br/prouni na opção PASSO 2 e preencher seus dados conforme o sistema for solicitando.

Ao final do preenchimento da Ficha de Inscrição o sistema emitirá o Protocolo de Entrega de Documentos PROUNI que deverá ser impresso e entregue juntamente com a documentação do candidato.

Onde entregar a documentação na Unidade escolhida?

O candidato deverá se dirigir até a Unidade de sua escolha e procurar o setor responsável pelo recebimento de documento dos candidatos PROUNI.

Ao entregar a documentação o candidato deverá exigir que lhe seja entregue o PROTOCOLO DE RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO, devidamente assinado pelo colaborador da Unidade.

Como saber quais os documentos exigidos e como apresentá-los?

O candidato pré-selecionado deve acessar a página www.ulbra.br/prouni e na aba superior da página localizar “DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA”. Ali constam várias orientações de quais documentos entregar de acordo com a condição socioeconômica do estudante e de seu grupo familiar.

Neste mesmo documento, encontrará a forma como os documentos devem ser organizados e entregues, para que os responsáveis pela análise socioeconômica do estudante possam compreender sua condição e seu grupo familiar.

Como proceder após entregar a documentação à instituição de ensino?

Após a entrega da documentação, a instituição de ensino deve aferir a pertinência e veracidade das informações prestadas, concluindo pela aprovação ou reprovação do candidato, mediante registro no Sisprouni e no sistema especial criado pela ULBRA para recebimento dos candidatos PROUNI.

Como saber o resultado da análise efetuada pela instituição de ensino?

Como a ULBRA dispõem de um sistema especial para o recebimento dos candidatos PROUNI, ao mesmo tempo em que registra no Sisprouni a aprovação ou reprovação, também lança no sistema interno a informação.

Desta forma, será divulgará a LISTA DE CANDIDATOS APROVADOS individualizada por todas as Unidades ULBRA do Brasil, a qual é de acesso público a todos interessados no endereço www.ulbra.br/prouni no PASSO 3.

O candidato também poderá verificar o resultado no próprio sistema de inscrição do Prouni.

Como realizar a matrícula após a aprovação da bolsa PROUNI?

Os candidatos PROUNI que foram APROVADOS na comprovação de sua documentação deverão consultar na página www.ulbra.br/prouni  PASSO 4 as orientações sobre matrículas.

No PASSO 4 constarão as datas, horários, locais e documentos a serem apresentados para a efetivação da matrícula dos candidatos aprovados.

Caso o candidato tenha sido reprovado ou desejar esclarecimentos sobre o motivo da reprovação como deve proceder?

O candidato reprovado na comprovação de suas informações pela Comissão de Análise do PROUNI tem o prazo de até 10 (dez) dias para apresentar pedido de revisão e reconsideração de suas informações. ,

O pedido de revisão da análise deverá ser protocolado na Unidade e direcionado ao Setor de PROUNI, solicitando justificativas da reprovação. O candidato poderá consultar previamente o Setor de PROUNI da Unidade que antecipará o motivo da reprovação de forma informal para que o mesmo analise a possibilidade de recorrer ou não da decisão.

Ao pedido protocolado, caberá resposta fundamentada pelo setor de PROUNI da Unidade.

Se o pedido de revisão for favorável ao candidato como proceder?

Se o pedido de revisão for favorável ao candidato, este deverá assinar um Termo de Confirmação de Concessão da Bolsa PROUNI junto ao setor responsável na Unidade e realizar sua matrícula normalmente.

O Termo de Confirmação de Concessão de Bolsa PROUNI é um documento provisório que garante ao aluno sua bolsa até que a instituição providencie junto ao MEC/PROUNI o Termo de Concessão de Bolsa definitivo e assinado digitalmente.

Bolsa remanescente - Prouni

O que são as bolsas remanescentes do Prouni?

São consideradas bolsas remanescentes aquelas eventualmente não ocupadas no decorrer do processo regular do Prouni.

Quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Pode se inscrever às bolsas remanescentes do Prouni o candidato que atenda a uma das condições a seguir:

Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos um dos requisitos abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;
  • Ser pessoa com deficiência; ou,
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Como fazer a inscrição para a bolsa remanescente do Prouni?

A inscrição é gratuita e efetuada exclusivamente pela internet, acessando a página do Prouni no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br.

Antes de iniciar a inscrição, o candidato deve se cadastrar no sistema de bolsas remanescentes.

No cadastro, o candidato deve informar o seu CPF e a sua data de nascimento. A partir desses dados, o sistema automaticamente verificará se o candidato participou do Enem, a partir da edição de 2010, e se obteve, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Havendo registro de participação no Enem, o sistema pedirá que o candidato cadastre uma senha, com a qual acessará o sistema para se inscrever às bolsas remanescentes, e que informe um e-mail válido, para o qual será enviado o link de ativação do cadastro.

O professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e do quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode se inscrever para bolsas nos cursos com grau de licenciatura independentemente de ter participado do Enem. Assim, basta que o candidato informe que é professor para prosseguir com o seu cadastro.

Após a ativação do cadastro, o candidato deve acessar o sistema de inscrição informando o seu CPF e a senha cadastrada.

O candidato que ainda não está matriculado em curso superior pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

O MEC divulga semestralmente calendários específicos para as inscrições às vagas remanescentes de alunos não matriculados e matriculados.

Nos casos em que a matrícula do candidato não matriculado para a qual a bolsa remanescente foi concedida for incompatível com o período letivo da instituição de educação superior, acarretando sua reprovação por faltas, a instituição deverá emitir o Termo de Concessão de Bolsa e suspender seu usufruto até o período letivo seguinte.

Como proceder para não reprovar por faltas caso a matrícula seja incompatível com o período letivo da IES?

Nos casos em que a matrícula do candidato no curso para a qual a bolsa remanescente foi concedida for incompatível com o período letivo da instituição de educação superior, acarretando sua reprovação por faltas, a instituição deverá emitir o Termo de Concessão de Bolsa e suspender seu usufruto até o período letivo seguinte.

O candidato que já está matriculado em uma instituição privada de educação superior pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

Caso não haja bolsa disponível no curso em que já está matriculado, o candidato poderá se inscrever a uma bolsa remanescente em curso de área afim da própria instituição para posterior transferência para o curso em que se encontra matriculado.

A partir da data da emissão do Termo de Concessão de Bolsa, o estudante passa a ser bolsista do Prouni e a mensalidade coberta pela bolsa de estudo. A bolsa remanescente não quita débitos financeiros existentes antes da data de sua concessão.

Depois de concluir sua inscrição, o candidato pode modificar sua opção de bolsa?

Sim, durante o período de comparecimento do candidato à instituição de ensino para comprovação das informações prestadas na inscrição da bolsa remanescente, é possível alterar ou cancelar a opção de bolsa.

Ao confirmar a alteração ou o cancelamento da inscrição, a bolsa volta ser disponibilizada pelo sistema para inscrição de novo candidato. Assim, a bolsa remanescente pode não estar mais disponível para inscrição caso esse candidato mude de ideia.

O candidato pode imprimir o comprovante de sua inscrição?

Sim. Ao finalizar a inscrição, o sistema possibilita ao candidato imprimir seu comprovante.

A conclusão da inscrição assegura ao candidato a concessão da bolsa?

Não. A conclusão da inscrição assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa, estando sua concessão condicionada à comprovação do atendimento dos requisitos exigidos para ser bolsista do Prouni. Veja aqui quais são os requisitos para ser bolsista do Prouni.

Há alguma vedação para inscrição de candidato a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim. É vedada a inscrição de candidato que tenha Termo de Concessão de Bolsa emitido no processo seletivo regular do Prouni ou que já tenha Termo de Concessão de Bolsa Remanescente emitido.

Como proceder após concluir a inscrição para uma bolsa remanescente do Prouni?

Ao finalizar a inscrição para uma bolsa remanescente, nos dois dias úteis seguintes, o candidato deverá comparecer à instituição de ensino respectiva e entregar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição, devendo atender às mesmas exigências dos estudantes pré-selecionados nas chamadas regulares do processo seletivo do Prouni referente ao segundo semestre de 2016. Consulte aqui a lista de documentos.

Para certificar-se da veracidade das informações prestadas, a instituição pode solicitar ao candidato outros documentos que julgar necessários. Assim, é recomendável que o candidato não deixe para comparecer à instituição na última hora.

É importante que o candidato solicite, ao entregar a documentação na instituição, o Protocolo de Recebimento de Documentação do Prouni, inclusive no caso de bolsa em curso ministrado na modalidade à distância - EAD. O referido documento comprova o comparecimento tempestivo do candidato à instituição.

É de exclusiva responsabilidade do candidato a observância do local, data e horário de atendimento e demais procedimentos estabelecidos pela instituição de ensino para a aferição das informações.

A bolsa remanescente do Prouni passa a cobrir a mensalidade do curso a partir de qual momento?

As bolsas remanescentes concedidas não têm efeitos retroativos, vigendo a partir da data de emissão do correspondente Termo de Concessão de Bolsa.

Outras Informações - Prouni

Qual a diferença entre o Prouni e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu)?

O Prouni é o programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

O Sisu é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem.

O candidato que se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

 

Para saber mais sobre o Fies, consulte a página eletrônica do Programa emhttp://sisfiesportal.mec.gov.br/ ou ligue 0800.616161.

Os direitos e obrigações dos bolsistas PROUNI são iguais aos demais alunos?

Os bolsistas PROUNI têm os mesmos direitos e obrigações que os demais alunos.

No entanto, os bolsistas PROUNI devem ficar atentos às regras específicas do MEC/PROUNI para manutenção e continuidade do usufruto de sua bolsa, no que diz respeito ao aproveitamento acadêmico e a condição socioeconômica.

Quanto às transferências acadêmicas permitidas de cursos e campi os bolsistas PROUNI devem consultar em www.ulbra.br/prouni no espaço DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA o documento que as regula.

Processo Seletivo - Mestrado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-  Efetuar a inscrição pela internet;
2-  Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-  Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-  Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-  Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Mestrado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Mestrado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Processo Seletivo - Doutorado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-    Efetuar a inscrição pela internet;
2-    Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-    Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-    Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-    Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Doutorado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Mestrado (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Doutorado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Não encontrou sua resposta? Faça um registro de atendimento e, em breve, lhe retornaremos a resposta. Clique aqui para registrar.

Preencha o campo abaixo com o assunto ou palavra-chave, referente ao que você deseja.

Características do Ensino a Distância

Quando iniciou o ensino a distância na ULBRA?

Foi no ano 2000 que a Universidade Luterana do Brasil instituiu suas metas para a educação a distância e para a ampliação da incorporação tecnológica ao ensino presencial. Assim, com a decisão de avançar sempre e com firmes passos, dedicou-se a planejar a construção paulatina de independência tecnológica e de condições que revestiram de excelência os serviços oferecidos. 

Em janeiro de 2003 foi firmada parceria com uma das maiores empresas de e-learning do país, desenvolvedora e proprietária de uma Plataforma LMS (Learning Management System), que, à época, já atendia milhares de usuários do meio corporativo. Este consórcio oportunizou o compartilhamento de experiências e de diferentes competências tecnológicas e pedagógicas. E foi assim, desde o início, participando ativamente da configuração da plataforma segundo as necessidades acadêmicas, que ofertamos a metodologia de educação a distância aos primeiros 1.096 alunos dos cursos presenciais de graduação no 1º semestre de 2003. 


Qual é a metodologia utilizada no ensino a distância?

A metodologia ocorre através de recursos envolvendo atividades a distância via web, complementado por: bibliotecas virtuais, livros-textos, tablets (a partir do segundo semestre do curso) e videoaulas desenvolvidos pelos professores da Universidade e atividades presenciais na rede de polos.

Os processos de ensino e aprendizagem são coordenados e acompanhados pelo professor de cada disciplina, mediados por tutores virtuais e orientadores presenciais, com atividades a distância e presenciais nos polos.

O que é um polo?

Polo de educação a distância, ou polo de apoio presencial, é o local devidamente  credenciado pelo MEC, no País, próprio para o desenvolvimento  descentralizado de atividades pedagógicas e administrativas relativas aos  cursos e  programas ofertados a distância. É no polo que o estudante terá as atividades de orientação presencial, biblioteca, avaliação (provas, exames,  etc.) e poderá utilizar toda a infraestrutura tecnológica para contatos com  a  instituição ofertante e ou participantes do respectivo processo de formação.

Os encontros presenciais são obrigatórios?

O aluno poderá optar em ir ao polo, ou não, pois as atividades práticas que são desenvolvidas presencialmente estarão disponíveis no cronograma de atividades. A obrigatoriedade de ir té o polo, é somente para efetivar as provas presenciais.

Quais os polos credenciados que a ULBRA oferece cursos de ensino a distância?

Acesse este link para verificar os polos credenciados.

http://www.ulbra.br/ead/files/polos-credenciados.pdf

Ambiente Virtual de Aprendizagem

O que é ambiente virtual de aprendizagem?

São softwares que auxiliam na montagem de cursos acessíveis pela Internet. Elaborado para ajudar os professores no gerenciamento de conteúdos para seus alunos e na administração do curso, permite acompanhar constantemente o progresso dos estudantes.

O que é NetAula?

NetAula é o ambiente virtual de aprendizagem  utilizado pela ULBRA no ensino a distância. A NetAula permite integrar múltiplas mídias, linguagens e recursos, apresentar informações de maneira organizada, desenvolver interações entre aluno e professor, elaborar e socializar produções tendo em vista atingir determinados objetivos.

É possível falar com os professores virtuais da NetAula?

Sim, o aluno deverá entrar em contato pelo telefone 0800.051.41.31, conforme o plantão do professor ou via e-mai, por meio da própria NetAula no link e-mail.

CNPJ

Qual o CNPJ da Ulbra?

88.332.580/0091-11

Stricto Sensu (Mestrado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária”.

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Mestrado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de mestrado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002.

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para mestrado e de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Stricto Sensu (Doutorado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária."

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Doutorado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de doutorado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Ouvidoria

O que é a Ouvidoria?

A Ouvidoria da ULBRA busca ser referência no auxílio e apoio no fortalecimento dos processos acadêmicos. Assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa.

Como funciona a Ouvidoria?

A Ouvidoria é o canal de comunicação entre o manifestante e a ULBRA, atuando na mediação ente a ULBRA e seu público, que necessita apresentar sua demanda inicialmente nos respectivos setores da Instituição antes de recorrer à Ouvidoria. Qualquer questão deve ser tratada primeiramente com os responsáveis diretos pelos processos: professores, gestores de polo, coordenadores de curso, Call Center, por exemplo.

A Ouvidoria recebe manifestações relacionadas a sugestões, reclamações, denúncias ou elogios, preservando o sigilo e a imparcialidade.

O Contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via autoatendimento, através de protocolo. Também poderá ser realizado através de telefone ou email, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até 7 (sete) dias úteis.

Qual o horário de funcionamento da Ouvidoria?

Em dias úteis de 2ª a 6ª feira, das 8h às 21h

Contato Ouvidoria

Telefone: 3477 9226

Ramal interno: 4032

Email: ouvidoria@ulbra.br

Processos Seletivos - Prouni

O que é o Programa Universidade para Todos - Prouni?

É o programa do Ministério da Educação, criado pela Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005, que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Quais são os requisitos para ser bolsista do Prouni?

Podem participar do Prouni os estudantes brasileiros que não possuam diploma de curso superior e que atendam a pelo menos uma das condições abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola privada;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesses casos não há requisitos de renda.

Para concorrer às bolsas integrais o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Como funciona o processo seletivo do Prouni?

O processo seletivo do Prouni é composto por duas fases: processo regular e processo de ocupação das bolsas remanescentes.

No processo regular pode se inscrever o candidato que tenha participado da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano imediatamente anterior e que tenha obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas das provas do Exame e nota acima de zero na redação.

No processo para ocupação das bolsas remanescentes pode se inscrever o candidato que:

  • Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou
  • Tenha participado do Enem, a partir da edição de 2010, e que tenha obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Em ambos os processos as inscrições são gratuitas e efetuadas exclusivamente pela internet, por meio da página do Prouni.

São realizados dois processos seletivos do Prouni por ano, um no primeiro semestre e outro no segundo semestre.

Quais os tipos de bolsa oferecidos pelo Prouni?

Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.

 

Bolsa parcial de 50%: a Universidade não oferece essa opção.

Como calcular a renda familiar bruta mensal por pessoa?

A renda é calculada somando-se a renda bruta mensal dos componentes do grupo familiar e dividindo-se pelo número de pessoas que formam este grupo. Se o resultado for até um salário mínimo e meio, o estudante poderá concorrer a uma bolsa integral. Entende-se como grupo familiar a unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio.

Quais as implicações para o candidato que apresentar informações ou documentos falsos no Prouni?

A apresentação de informações ou documentos falsos implicará a reprovação do candidato pelo coordenador do Prouni, sujeitando-o às penalidades previstas no art. 299 do Decreto-Lei n° 2.848, de 7 de dezembro de 1940, Código Penal.

Uma vez pré-selecionado, o candidato deverá comparecer no Setor responsável pela análise da comprovação de sua condição socioeconômica nas Unidades ULBRA. Os responsáveis analisarão a documentação apresentada e poderão solicitar documentos complementares, se houver necessidade.

Cabe ao setor de análise da condição socioeconômica validar ou reprovar a comprovação das informações dos candidatos, de acordo com os documentos que foram apresentados.

Resultado - Prouni

Como saber se foi pré-selecionado pelo PROUNI ?

O candidato deve acessar o site do PROUNI em http://siteprouni.mec.gov.br com seu código de ENEM e senha e verificar como ficou sua classificação e pré-seleção.

Se pré-selecionado na 1ª ou na 2ª Chamada conforme o cronograma divulgado pelo PROUNI deverá ficar atento aos prazos para entrega da documentação.

Como proceder para entregar a documentação na ULBRA?

As Unidades ULBRA dispõem de uma ferramenta especial para facilitar a entrega da documentação de seus candidatos pré-selecionados.

Antes de comparecer na Unidade para a qual se candidatou e foi pré-selecionado pelo PROUNI o estudante deverá acessar a página www.ulbra.br/prouni na opção PASSO 2 e preencher seus dados conforme o sistema for solicitando.

Ao final do preenchimento da Ficha de Inscrição o sistema emitirá o Protocolo de Entrega de Documentos PROUNI que deverá ser impresso e entregue juntamente com a documentação do candidato.

Onde entregar a documentação na Unidade escolhida?

O candidato deverá se dirigir até a Unidade de sua escolha e procurar o setor responsável pelo recebimento de documento dos candidatos PROUNI.

Ao entregar a documentação o candidato deverá exigir que lhe seja entregue o PROTOCOLO DE RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO, devidamente assinado pelo colaborador da Unidade.

Como saber quais os documentos exigidos e como apresentá-los?

O candidato pré-selecionado deve acessar a página www.ulbra.br/prouni e na aba superior da página localizar “DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA”. Ali constam várias orientações de quais documentos entregar de acordo com a condição socioeconômica do estudante e de seu grupo familiar.

Neste mesmo documento, encontrará a forma como os documentos devem ser organizados e entregues, para que os responsáveis pela análise socioeconômica do estudante possam compreender sua condição e seu grupo familiar.

Como proceder após entregar a documentação à instituição de ensino?

Após a entrega da documentação, a instituição de ensino deve aferir a pertinência e veracidade das informações prestadas, concluindo pela aprovação ou reprovação do candidato, mediante registro no Sisprouni e no sistema especial criado pela ULBRA para recebimento dos candidatos PROUNI.

Como saber o resultado da análise efetuada pela instituição de ensino?

Como a ULBRA dispõem de um sistema especial para o recebimento dos candidatos PROUNI, ao mesmo tempo em que registra no Sisprouni a aprovação ou reprovação, também lança no sistema interno a informação.

Desta forma, será divulgará a LISTA DE CANDIDATOS APROVADOS individualizada por todas as Unidades ULBRA do Brasil, a qual é de acesso público a todos interessados no endereço www.ulbra.br/prouni no PASSO 3.

O candidato também poderá verificar o resultado no próprio sistema de inscrição do Prouni.

Como realizar a matrícula após a aprovação da bolsa PROUNI?

Os candidatos PROUNI que foram APROVADOS na comprovação de sua documentação deverão consultar na página www.ulbra.br/prouni  PASSO 4 as orientações sobre matrículas.

No PASSO 4 constarão as datas, horários, locais e documentos a serem apresentados para a efetivação da matrícula dos candidatos aprovados.

Caso o candidato tenha sido reprovado ou desejar esclarecimentos sobre o motivo da reprovação como deve proceder?

O candidato reprovado na comprovação de suas informações pela Comissão de Análise do PROUNI tem o prazo de até 10 (dez) dias para apresentar pedido de revisão e reconsideração de suas informações. ,

O pedido de revisão da análise deverá ser protocolado na Unidade e direcionado ao Setor de PROUNI, solicitando justificativas da reprovação. O candidato poderá consultar previamente o Setor de PROUNI da Unidade que antecipará o motivo da reprovação de forma informal para que o mesmo analise a possibilidade de recorrer ou não da decisão.

Ao pedido protocolado, caberá resposta fundamentada pelo setor de PROUNI da Unidade.

Se o pedido de revisão for favorável ao candidato como proceder?

Se o pedido de revisão for favorável ao candidato, este deverá assinar um Termo de Confirmação de Concessão da Bolsa PROUNI junto ao setor responsável na Unidade e realizar sua matrícula normalmente.

O Termo de Confirmação de Concessão de Bolsa PROUNI é um documento provisório que garante ao aluno sua bolsa até que a instituição providencie junto ao MEC/PROUNI o Termo de Concessão de Bolsa definitivo e assinado digitalmente.

Bolsa remanescente - Prouni

O que são as bolsas remanescentes do Prouni?

São consideradas bolsas remanescentes aquelas eventualmente não ocupadas no decorrer do processo regular do Prouni.

Quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Pode se inscrever às bolsas remanescentes do Prouni o candidato que atenda a uma das condições a seguir:

Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos um dos requisitos abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;
  • Ser pessoa com deficiência; ou,
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Como fazer a inscrição para a bolsa remanescente do Prouni?

A inscrição é gratuita e efetuada exclusivamente pela internet, acessando a página do Prouni no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br.

Antes de iniciar a inscrição, o candidato deve se cadastrar no sistema de bolsas remanescentes.

No cadastro, o candidato deve informar o seu CPF e a sua data de nascimento. A partir desses dados, o sistema automaticamente verificará se o candidato participou do Enem, a partir da edição de 2010, e se obteve, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Havendo registro de participação no Enem, o sistema pedirá que o candidato cadastre uma senha, com a qual acessará o sistema para se inscrever às bolsas remanescentes, e que informe um e-mail válido, para o qual será enviado o link de ativação do cadastro.

O professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e do quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode se inscrever para bolsas nos cursos com grau de licenciatura independentemente de ter participado do Enem. Assim, basta que o candidato informe que é professor para prosseguir com o seu cadastro.

Após a ativação do cadastro, o candidato deve acessar o sistema de inscrição informando o seu CPF e a senha cadastrada.

O candidato que ainda não está matriculado em curso superior pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

O MEC divulga semestralmente calendários específicos para as inscrições às vagas remanescentes de alunos não matriculados e matriculados.

Nos casos em que a matrícula do candidato não matriculado para a qual a bolsa remanescente foi concedida for incompatível com o período letivo da instituição de educação superior, acarretando sua reprovação por faltas, a instituição deverá emitir o Termo de Concessão de Bolsa e suspender seu usufruto até o período letivo seguinte.

Como proceder para não reprovar por faltas caso a matrícula seja incompatível com o período letivo da IES?

Nos casos em que a matrícula do candidato no curso para a qual a bolsa remanescente foi concedida for incompatível com o período letivo da instituição de educação superior, acarretando sua reprovação por faltas, a instituição deverá emitir o Termo de Concessão de Bolsa e suspender seu usufruto até o período letivo seguinte.

O candidato que já está matriculado em uma instituição privada de educação superior pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

Caso não haja bolsa disponível no curso em que já está matriculado, o candidato poderá se inscrever a uma bolsa remanescente em curso de área afim da própria instituição para posterior transferência para o curso em que se encontra matriculado.

A partir da data da emissão do Termo de Concessão de Bolsa, o estudante passa a ser bolsista do Prouni e a mensalidade coberta pela bolsa de estudo. A bolsa remanescente não quita débitos financeiros existentes antes da data de sua concessão.

Depois de concluir sua inscrição, o candidato pode modificar sua opção de bolsa?

Sim, durante o período de comparecimento do candidato à instituição de ensino para comprovação das informações prestadas na inscrição da bolsa remanescente, é possível alterar ou cancelar a opção de bolsa.

Ao confirmar a alteração ou o cancelamento da inscrição, a bolsa volta ser disponibilizada pelo sistema para inscrição de novo candidato. Assim, a bolsa remanescente pode não estar mais disponível para inscrição caso esse candidato mude de ideia.

O candidato pode imprimir o comprovante de sua inscrição?

Sim. Ao finalizar a inscrição, o sistema possibilita ao candidato imprimir seu comprovante.

A conclusão da inscrição assegura ao candidato a concessão da bolsa?

Não. A conclusão da inscrição assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa, estando sua concessão condicionada à comprovação do atendimento dos requisitos exigidos para ser bolsista do Prouni. Veja aqui quais são os requisitos para ser bolsista do Prouni.

Há alguma vedação para inscrição de candidato a uma bolsa remanescente do Prouni?

Sim. É vedada a inscrição de candidato que tenha Termo de Concessão de Bolsa emitido no processo seletivo regular do Prouni ou que já tenha Termo de Concessão de Bolsa Remanescente emitido.

Como proceder após concluir a inscrição para uma bolsa remanescente do Prouni?

Ao finalizar a inscrição para uma bolsa remanescente, nos dois dias úteis seguintes, o candidato deverá comparecer à instituição de ensino respectiva e entregar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição, devendo atender às mesmas exigências dos estudantes pré-selecionados nas chamadas regulares do processo seletivo do Prouni referente ao segundo semestre de 2016. Consulte aqui a lista de documentos.

Para certificar-se da veracidade das informações prestadas, a instituição pode solicitar ao candidato outros documentos que julgar necessários. Assim, é recomendável que o candidato não deixe para comparecer à instituição na última hora.

É importante que o candidato solicite, ao entregar a documentação na instituição, o Protocolo de Recebimento de Documentação do Prouni, inclusive no caso de bolsa em curso ministrado na modalidade à distância - EAD. O referido documento comprova o comparecimento tempestivo do candidato à instituição.

É de exclusiva responsabilidade do candidato a observância do local, data e horário de atendimento e demais procedimentos estabelecidos pela instituição de ensino para a aferição das informações.

A bolsa remanescente do Prouni passa a cobrir a mensalidade do curso a partir de qual momento?

As bolsas remanescentes concedidas não têm efeitos retroativos, vigendo a partir da data de emissão do correspondente Termo de Concessão de Bolsa.

Outras Informações - Prouni

Qual a diferença entre o Prouni e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu)?

O Prouni é o programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

O Sisu é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem.

O candidato que se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Prouni?

Sim, desde que atenda as condições para se inscrever às bolsas remanescentes. Veja aqui quem pode se inscrever a uma bolsa remanescente do Prouni.

 

Para saber mais sobre o Fies, consulte a página eletrônica do Programa emhttp://sisfiesportal.mec.gov.br/ ou ligue 0800.616161.

Os direitos e obrigações dos bolsistas PROUNI são iguais aos demais alunos?

Os bolsistas PROUNI têm os mesmos direitos e obrigações que os demais alunos.

No entanto, os bolsistas PROUNI devem ficar atentos às regras específicas do MEC/PROUNI para manutenção e continuidade do usufruto de sua bolsa, no que diz respeito ao aproveitamento acadêmico e a condição socioeconômica.

Quanto às transferências acadêmicas permitidas de cursos e campi os bolsistas PROUNI devem consultar em www.ulbra.br/prouni no espaço DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA o documento que as regula.

Formas de Ingresso - Graduação EAD

Como faço para me inscrever no Vestibular da Educação a Distância?

Você deverá efetuar sua inscrição no site da ULBRA,  http://www.ulbra.br/vestibular/ead/. Ao preencher a ficha de inscrição, você irá optar pelo polo e curso que deseja cursar.

Como é o Processo Seletivo da Educação a Distância?

O candidato terá que fazer uma redação sobre um tema atual no polo escolhido no momento de sua inscrição.

Onde posso conferir o listão dos aprovados da Educação a Distância?

Será divulgado no site da ULBRA, em www.ulbra.br/vestibular, em opção consulta candidato.

Como funciona a seleção por meio do ENEM para a Educação a Distância?

O candidato que desejar ingressar e com a nota do ENEM, efetuará sua inscrição pelo site da ULBRA, anexando o boletim de desempenho no ENEM , conforme orientações do Edital. Após, deve efetuar o pagamento da taxa de inscrição e aguardar o resultado no site www.ulbra.br/vestibular, consulta candidato. Neste caso, o candidato não presta a prova no dia do vestibular, pois sua nota do ENEM substitui a nota da prova. A Universidade reserva até 10% das vagas para seleção de alunos pelo nota do ENEM para os cursos da graduação.

Sou diplomado e gostaria de estudar na ULBRA, como proceder?

Os candidatos graduados podem cursar outro curso sem prestar vestibular, ingressando como Portador de Curso Superior. Para maiores informações, o candidato deve acessar a página do edital extravestibular no site da Universidade.

Como o candidato ficará sabendo a resposta do ingresso por curso superior?

Será divulgado no site da ULBRA, em www.ulbra.br/vestibular, opção consulta candidato.

Como o candidato ficará sabendo se a matrícula foi efetivada?

A matricula deverá ser confirmada pelo próprio candidato no site, da ULBRA, através do Autoatendimento, link matricula/rematricula.

Até as aulas iniciarem terá alguma atividade?

Sim, a ULBRA irá oferecer aos alunos calouros o Projeto Acolher. Assim que a matrícula for confirmada, o aluno calouro receberá um e-mail convidando-o a participar do Projeto acolher, composto de cinco cursos de extensão, com vinte horas cada: Introdução à Net Aula, Gerenciamento de Finanças Pessoais, Planejamento de Carreira, Marketing Pessoal e A Arte de Falar Bem.

Gostaria de trocar de um curso presencial para a Educação a distância, é possível?

Sim, basta realizar o pedido de troca de modalidade na Central de Relacionamento de sua Unidade. Os critérios estão disponíveis no site do Ingresso Extravestibular.

Alunos de Instituições mantidas pela AELBRA nas regiões centro-oeste e norte não poderão realizar este tipo de pedido, devendo solicitar ingresso por Transferência Externa.

Sou aluno de outra instituição e gostaria de solicitar transferência para ULBRA, como proceder?

O candidato deverá efetuar a inscrição no site da ULBRA, http://www.ulbra.br/vestibular/ead/, e entregar a documentação no Polo para o qual se inscreveu.

 

Para solicitação de Transferência Externa o candidato deve estar regularmente matriculado na sua Instituição de Ensino Superior ou com matricula trancada no semestre em que deseja efetuar a transferência.

 

Caso o candidato esteja, no momento da solicitação de transferência, desvinculado da Instituição de origem é possível ingressar na ULBRA, por meio de Ingresso por Certidão de Estudos.

Para maiores informações, o candidato deve acessar a página do edital extravestibular no site da Universidade.

Faço um determinado curso em outra instituição, para solicitar transferência posso me inscrever para outro curso?

Sim, pode se inscrever para o curso que desejar, dentre os ofertados na modalidade EAD, conforme oferta de vagas disponíveis no Edital Extravestibular no Site da ULBRA.

Como o candidato ficará sabendo a resposta do ingresso por transferência?

Será divulgado no site da ULBRA, em www.ulbra.br/vestibular, opção consulta candidato.

É possível aproveitamento de disciplinas de outra instituição?

Sim, é possível. A documentação descrita no Edital deverá ser entregue no Polo, respeitando os prazos estipulados pelo Calendário Acadêmico e Resolução n°148/2011 do Conselho Universitário.   O estudo de aproveitamento de disciplinas será realizado pela coordenação do curso.

Como o candidato ficará sabendo sobre o aproveitamento de disciplinas?

Ficará disponível no histórico escolar, o qual poderá ser consultado antes do candidato confirmar a matricula.

Boletos bancários - Graduação EAD

Como faço para ter acesso aos boletos bancários?

O acadêmico poderá retirar seus boletos diretamente no Autoatendimento (opção FINANCEIRO – HISTÓRICO E 2ª VIA DE BOLETOS), no site da Ulbra, através do seu CGU e senha.  

 

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9100

Pagamento de mensalidades - Graduação EAD

Como faço para efetuar o pagamento de um débito que tenho com a ULBRA referente há anos anteriores?

Entre em contato diretamente com a Central de Relacionamento Ulbra – 0800 0514131 ou no e-mail portlead@ulbra.br para ser informado sobre a situação do débito, se está em alguma empresa de cobrança e formas de pagamento.

Efetuei o pagamento da parcela errada, o que fazer?

Entrar em contato com a central de atendimento – 0800 0514131 ou e-mail portalead@ulbra.br para que a parcela seja realocada.

Qual o dia de vencimento dos boletos de mensalidade?

A data de vencimento das mensalidades é sempre dia 10 de cada mês.

Minhas mensalidades serão fixas até o final do curso?

Não, os reajustes são anuais, amparados pela Lei 9.870 que dispõe sobre o valor das mensalidades e dá outras providências.

É possível eu antecipar o meu curso? Financeiramente ou Academicamente?

Na Educação a Distância financeiramente não é possível. Academicamente, considerando a existência de aproveitamento no ingresso, é possível avançar o módulo.

Posso solicitar o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) para os cursos à distância?

Não, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes em cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC, por isso não pode solicitar para cursos à distância, conforme Portaria.

Processo Seletivo - Mestrado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-  Efetuar a inscrição pela internet;
2-  Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-  Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-  Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-  Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Mestrado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Mestrado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Processo Seletivo - Doutorado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-    Efetuar a inscrição pela internet;
2-    Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-    Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-    Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-    Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Doutorado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Mestrado (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Doutorado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Não encontrou sua resposta? Faça um registro de atendimento e, em breve, lhe retornaremos a resposta. Clique aqui para registrar.

Preencha o campo abaixo com o assunto ou palavra-chave, referente ao que você deseja.

Pós-Graduação Presencial

O que são cursos de Graduação Lato Sensu: Especializações, MBA e MBE?

Os programas de Especialização, que incluem os cursos designados como MBA - Master Business Administration e MBE - Master in Business Engineering, possuem a duração mínima de 360 horas, mais o tempo reservado a estudos individuais ou em grupo e para o trabalho de conclusão. Ao final do curso, o aluno obterá certificado, e não diploma. São abertos a candidatos diplomados em cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino - art. 44, III, Lei nº 9.394/1996.

 

Os cursos de pós-graduação informam, atualizam e capacitam o profissional que está no mercado de trabalho. Diferentemente da graduação, mais generalista, a especialização confere habilidades técnicas específicas a determinado tema, com programas nas mais diversas áreas de conhecimento.

 

Pós-Graduação - Especialização - Modalidade Presencial

Os cursos de especialização na modalidade presencial atendem os termos da legislação vigente e as aulas ocorrem presencialmente em sala de aula junto com o professor.  Os horários e dias das aulas são estabelecidos de acordo com a proposta do curso. 

Para quem são destinados os cursos de Pós-graduação?

Eles são destinados aos candidatos portadores de diplomas de cursos do ensino superior, ou seja, que já tenham colado grau em um curso de graduação.

Como são as aulas nos cursos de Especialização Presencial?

As aulas ocorrem nos dias e horários conforme a proposta do curso. E poderão acontecer em sala de aula, laboratórios, locais de práticas, sempre conforme a proposta do curso.

Como é o processo avaliativo das disciplinas dos cursos de Especialização Presenciais?

Cada curso definirá no seu projeto as metodologias de avaliação do aprendizado do aluno, com isto o aluno receberá uma nota referente a cada disciplina concluída. Considera-se aluno aprovado àquele que atingir a nota igual ou superior de 7,0.

Existe controle de frequência nas aulas de pós-graduação lato sensu?

Sim.  Aluno deverá garantir, pelo menos, 75% da sua presença nas atividades das aulas.

No curso de especialização tem Trabalho de Conclusão de Curso?

Sim. O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é obrigatório e terá a orientação de um professor do curso.

Como solicito histórico e demais documentos sobre o meu curso de Especialização Presencial?

As solicitações de atestados, históricos, boletos das mensalidades devem ser solicitados diretamente no setor de protocolo (Central de Relacionamento) da ULBRA.

Posso solicitar o trancamento de matrícula?

Em cursos do Lato Sensu não é possível fazer trancamento.

Stricto Sensu (Mestrado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária”.

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Mestrado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de mestrado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002.

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para mestrado e de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Stricto Sensu (Doutorado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária."

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Doutorado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de doutorado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Ouvidoria

O que é a Ouvidoria?

A Ouvidoria da ULBRA busca ser referência no auxílio e apoio no fortalecimento dos processos acadêmicos. Assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa.

Como funciona a Ouvidoria?

A Ouvidoria é o canal de comunicação entre o manifestante e a ULBRA, atuando na mediação ente a ULBRA e seu público, que necessita apresentar sua demanda inicialmente nos respectivos setores da Instituição antes de recorrer à Ouvidoria. Qualquer questão deve ser tratada primeiramente com os responsáveis diretos pelos processos: professores, gestores de polo, coordenadores de curso, Call Center, por exemplo.

A Ouvidoria recebe manifestações relacionadas a sugestões, reclamações, denúncias ou elogios, preservando o sigilo e a imparcialidade.

O Contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via autoatendimento, através de protocolo. Também poderá ser realizado através de telefone ou email, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até 7 (sete) dias úteis.

Qual o horário de funcionamento da Ouvidoria?

Em dias úteis de 2ª a 6ª feira, das 8h às 21h

Contato Ouvidoria

Telefone: 3477 9226

Ramal interno: 4032

Email: ouvidoria@ulbra.br

Processo seletivo - Pós-Graduação Presencial

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Especialização presenciais?

1- Efetuar a inscrição pela internet;

2- Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);

3- Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Especialização Presenciais?

  • Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data em que ocorreu a Colação de Grau (ficando pendente a entrega do diploma);
  • Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
  • Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
    • Obs.: em caso de separação ou divórcio, documento com a averbação.
  • Cópia da Carteira de Identidade;
  • Cópia do CPF;
  • Cópia de um comprovante de residência;
  • Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
  • Curriculum Vitae atualizado.

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação presencial sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Matrícula - Pós-Graduação Presencial

Como é o processo de matrícula nos cursos de Especialização Presenciais?

A matrícula na especialização presencial ocorre após o processo seletivo e aprovação do candidato para o curso. A matrícula é o momento em que o candidato se apresenta na unidade da ULBRA com todos os documentos exigidos para efetivação de seu ingresso. Efetuada a matrícula o candidato passa a ser aluno do curso e receberá o comprovante de matricula e o boleto da primeira parcela para pagamento. Após o pagamento da primeira mensalidade, o aluno estará confirmado.

O que é um aluno com matrícula especial de Especialização Presencial?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Especialização Presencial?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Especialização Presencial?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Especialização Presencial?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Rematrícula - Pós-Graduação Presencial

O que é a rematrícula num curso de especialização presencial?

A rematrícula é quando o aluno, depois do semestre vigente de aulas, confirma a sua intenção de continuar no curso. Isto significa que, após realizar o procedimento de rematrícula, ele receberá, presencialmente ou pela internet, o comprovante de rematrícula para as próximas disciplinas, integrantes do semestre seguinte, bem como o primeiro boleto referente ao mesmo.

Processo Seletivo - Mestrado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-  Efetuar a inscrição pela internet;
2-  Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-  Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-  Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-  Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Mestrado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Mestrado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Processo Seletivo - Doutorado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-    Efetuar a inscrição pela internet;
2-    Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-    Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-    Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-    Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Doutorado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Mestrado (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Doutorado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Não encontrou sua resposta? Faça um registro de atendimento e, em breve, lhe retornaremos a resposta. Clique aqui para registrar.

Preencha o campo abaixo com o assunto ou palavra-chave, referente ao que você deseja.

Pós-Graduação EAD

A apresentação pública do trabalho de conclusão é obrigatória nos cursos de especialização EAD?

Sim. A apresentação pública do trabalho de conclusão está prevista na legislação e é obrigatória para que o aluno conclua o seu curso.

O que é e como é possível fazer substituição de grau nos cursos de especialização EAD?

A substituição de grau é um recurso utilizado pelo aluno que reprovar em disciplinas. Assim, o aluno que obtiver aproveitamento inferior a sete (7,0) na média final da(s) disciplina(s), terá direito a realizar, por uma única vez, a prova presencial de Substituição do Grau no polo onde está matriculado na(s) disciplina(s) que não alcançou média mínima para aprovação. A Avaliação de Substituição possui a condição de substituir o grau final.

O que o aluno deve fazer quando reprova em disciplinas regulares da especialização em EAD?

O aluno que, após a realização da prova de Substituição de Grau das disciplinas regulares* do curso, ainda permanecer com média inferior a 7,0 (sete), estará reprovado. Desta forma, para concluir o seu curso deverá refazer a(s) disciplina(s) solicitando, via protocolo online, o procedimento de Matrícula Especial em Disciplina (MED). Para tanto, é preciso que ocorra a oferta da(s) disciplina(s) em questão no semestre seguinte ao que ocorreu a reprovação.
Observação: A Matrícula Especial em Disciplina (MED) de uma disciplina regular tem um custo equivalente ao valor da mensalidade vigente.
É facultada à Universidade a definição dos cursos e periodicidade da oferta.

O que o aluno deve fazer quando reprova em trabalho de conclusão de curso da especialização em EAD?

Se o aluno reprovar em seu trabalho de conclusão de curso, fica facultado a este, após a confirmação da reprovação, realizar uma solicitação de nova matrícula para cursá-lo, tendo o prazo máximo de quatro semestres para concluir ou será EVADIDO. Após a matrícula o aluno terá de realizar o pagamento equivalente a seis parcelas de 70% do valor da mensalidade vigente dos cursos.

Importante: o pedido deverá ser realizado via protocolo online, o procedimento de Matrícula Especial em Pós-Graduação (MEP), disponível no Autoatendimento.

Como solicito histórico e demais documentos de meu curso de especialização em EAD?

Todos os documentos de interesse do aluno podem ser solicitados por meio de Protocolo Online, no Autoatendimento.

Como solicito atestado de Matricula de especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online na opção Atestado de Matricula (AAD).

Como solicito atestado de Conclusão de especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online na opção Atestado de Conclusão (ATC).

Como solicito conteúdos Programáticos de Disciplinas de especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online na opção Histórico e Conteúdos (HIC).

Como solicito histórico de especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online na opção Histórico e Conteúdos (HIC).

Como solicito o envio de Certificado de Conclusão de Curso de especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online na opção envio de certificado/diploma pelo correio (EDI).

Como solicito o aproveitamento de Disciplinas cursadas em outro curso de especialização para a especialização em EAD?

No Autoatendimento do aluno em protocolo online, na opção equivalência de disciplinas (EQD).

Os cursos de Graduação Tecnológica ou Sequenciais possibilitam ao diplomado cursar uma Especialização em EAD?

Sim, desde que o curso seja de formação específica e reconhecido pelo Ministério da Educação. Além disso, este candidato deve atender aos requisitos quanto à documentação exigida para matrícula.

Qual e o valor do investimento da especialização EAD?

Os valores dos cursos, bem como as demais informações sobre o processo de seleção, podem ser encontradas no Edital de oferta dos cursos.

Qual é a duração de um curso de Pós Graduação EAD?

Os cursos de Pós-graduação EAD da ULBRA são organizados em dois módulos. A integralização dos cursos ocorre em 12 meses, incluindo o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Posso fazer as provas em outro Polo?

A realização das avaliações deverá, obrigatoriamente, ocorrer no Polo selecionado pelo aluno no momento da inscrição.

Como cancelo meu curso de Especialização EAD?

O cancelamento do curso se dá mediante solicitação formal pelo aluno através do Protocolo online, por meio do pedido de Cancelamento total de Matricula (CTM).

No caso de ter cancelado meu curso de Especialização EAD, como posso retornar?

Quando o aluno solicita o cancelamento de seu curso de Especialização, ele perde o vínculo com o mesmo, desta forma, somente poderá ingressar mediante processo seletivo.
>> Caso o aluno tenha cancelado o curso e cursado todo o primeiro módulo com aprovação em todas as disciplinas, deverá solicitar o retorno via protocolo online através do pedido de Matricula para Conclusão do Curso (MCC).

Esqueci a senha do Autoatendimento. Como recupero?

Você pode gerar uma senha nova no link "Esqueceu a Senha?", localizado na página de acesso do Autoatendimento. Informe CGU, CPF e data de nascimento. A nova senha é encaminhada diretamente para o e-mail do aluno que está cadastrado no sistema da ULBRA. Sua senha também poderá ser solicitada na Central de Relacionamento ULBRA (apenas presencialmente).

O que é ambiente virtual de aprendizagem?

São softwares que auxiliam na montagem de cursos acessíveis pela Internet. Elaborados para ajudar os professores no gerenciamento de conteúdos para seus alunos e na administração do curso, permite acompanhar constantemente o progresso dos estudantes.

O que é NetAula?

NetAula é o ambiente virtual de aprendizagem  utilizado pela ULBRA no ensino a distância. A NetAula permite integrar múltiplas mídias, linguagens e recursos, apresentar informações de maneira organizada, desenvolver interações entre aluno e professor, elaborar e socializar produções tendo em vista atingir determinados objetivos.

Como faço para efetuar o pagamento de um débito que tenho com a ULBRA referente mensalidades anteriores?

Entre em contato diretamente com a Central de Relacionamento ULBRA para ser informado sobre a situação do débito e formas de pagamento. Ou encaminhe a solicitação para financeiro.ead@ulbra.br, que a equipe entra em contato.

Como faço para imprimir o boleto da mensalidade?

No Autoatendimento do aluno, na opção Histórico-Financeiro e 2ª.Via do boleto.

Como faço para gerar novamente o boleto da mensalidade (vencida)?

No Autoatendimento do aluno na opção Financeiro- Regeração de boletos vencidos.

Stricto Sensu (Mestrado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária”.

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Mestrado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de mestrado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002.

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para mestrado e de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Stricto Sensu (Doutorado)

O que são cursos de Mestrado e Doutorado?

Segundo a CAPES, a base conceitual que define a pós-graduação stricto sensu – cursos de mestrados e de doutorados no Brasil, de acordo com o Parecer CES/CFE 977, apresenta as seguintes características fundamentais: ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico. Os cursos de mestrado e doutorado são parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos "interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária."

São três os objetivos práticos que justificam a necessidade do oferecimento de mestrados e doutorados eficientes e de alta qualidade:

1-    Formação de professorado competente que possa atender a demanda no ensino básico e superior garantindo, ao mesmo tempo, a constante melhoria da qualidade;
2-    Estimular o desenvolvimento da pesquisa científica por meio da preparação adequada de pesquisadores;
3-    Assegurar o treinamento eficaz de técnicos e trabalhadores intelectuais do mais alto padrão para fazer face às necessidades do desenvolvimento nacional em todos os setores.

O que são Programas de Doutorado?

As pós-graduações Stricto Sensu programas de doutorado são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos (art. 44, III, Lei nº 9.394/1996). Ao final do curso, o aluno obterá diploma. Estes cursos são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento, conforme a legislação - Resolução CNE/CES nº 1/2001, alterada pela Resolução CNE/CES nº 24/2002

É possível solicitar aproveitamento acadêmico entre os cursos Stricto Sensu?

O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos na ULBRA, de mestrado para doutorado será integral, ou seja, de 100% dos créditos cursados no mestrado no prazo máximo de cinco (5) anos. O aproveitamento acadêmico de ingresso especial para o mestrado e para o doutorado será deliberado pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de dois (2) anos.
O aproveitamento acadêmico de créditos obtidos externamente à ULBRA, de mestrado para doutorado será definido pelo Conselho de Pós-Graduação, no prazo máximo de cinco (5) anos.

Ouvidoria

O que é a Ouvidoria?

A Ouvidoria da ULBRA busca ser referência no auxílio e apoio no fortalecimento dos processos acadêmicos. Assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa.

Como funciona a Ouvidoria?

A Ouvidoria é o canal de comunicação entre o manifestante e a ULBRA, atuando na mediação ente a ULBRA e seu público, que necessita apresentar sua demanda inicialmente nos respectivos setores da Instituição antes de recorrer à Ouvidoria. Qualquer questão deve ser tratada primeiramente com os responsáveis diretos pelos processos: professores, gestores de polo, coordenadores de curso, Call Center, por exemplo.

A Ouvidoria recebe manifestações relacionadas a sugestões, reclamações, denúncias ou elogios, preservando o sigilo e a imparcialidade.

O Contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via autoatendimento, através de protocolo. Também poderá ser realizado através de telefone ou email, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até 7 (sete) dias úteis.

Qual o horário de funcionamento da Ouvidoria?

Em dias úteis de 2ª a 6ª feira, das 8h às 21h

Contato Ouvidoria

Telefone: 3477 9226

Ramal interno: 4032

Email: ouvidoria@ulbra.br

Boletos bancários - Graduação EAD

Como faço para ter acesso aos boletos bancários?

O acadêmico poderá retirar seus boletos diretamente no Autoatendimento (opção FINANCEIRO – HISTÓRICO E 2ª VIA DE BOLETOS), no site da Ulbra, através do seu CGU e senha.  

 

Unidade Canoas – Central de Relacionamento/Financeiro: Fone: (51) 3477-9100

Processo Seletivo - Pós-Graduação EAD

Posso ingressar em uma Pós-graduação sem ter concluído a Graduação?

Não. Segundo legislação federal há necessidade de concluir a graduação antes de se candidatar a uma Pós-graduação.

Estou cursando o último semestre de meu curso de graduação, posso ingressar na Pós-graduação?

Não. De acordo com a legislação federal, não é possível ingressar em um curso de Pós-graduação sem que o candidato tenha concluído e colocado grau da sua graduação.

Já tenho uma graduação, mas atualmente estou cursando outra, posso ingressar na Pós-graduação

Sim. Desde que apresente o diploma ou atestado de conclusão contendo a data de colação de grau, além dos atos legais de reconhecimento do curso que está concluído.

O que determina a conclusão da minha graduação?

É a Colação de Grau (cerimônia de formatura ou em gabinete). Sem ter passado por ela, o aluno não é graduado.

Como faço o ingresso em curso de Pós-graduação?

Para ingressar em um curso de Pós-graduação, basta que o candidato faça a inscrição no curso e participe do processo de seleção.

Como é o processo de seleção para ingresso na Pós-graduação?

Os processos seletivos são realizados semestralmente e têm sua oferta publicada no site http://www.ulbra.br/pos-graduacao, onde estarão disponíveis os pré-requisitos para ingresso.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Especialização EAD?

1- Efetuar a inscrição pela internet;
2- As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet e ocorrerão por meio do preenchimento de formulário eletrônico disponível no site: http://www.ulbra.br/posead. O candidato deve acompanhar seu processo de inscrição/matrícula no mesmo local, no item: Consulta e segunda via de boleto.
3- Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
4- O candidato deverá efetuar o pagamento referente à taxa de inscrição, exclusivamente através do boleto gerado pelo site, após o preenchimento do formulário eletrônico. O valor pago referente à taxa de inscrição não será devolvido, salvo em caso de cancelamento da oferta do curso por prerrogativa da ULBRA. O número mínimo de matriculados para que ocorra a abertura de turmas é de 30 (trinta) alunos por curso até a data prevista para o início das aulas.
5- Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição.
6- Toda documentação deverá ser entregue, impreterivelmente até o último dia de inscrições, no Polo de Apoio Presencial, selecionado no momento da inscrição.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Especialização EAD?

  • Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de Colação de Grau (ficando pendente a entrega do diploma);
  • Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
  • Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
    • Obs.: em caso de separação ou divórcio, documento com a averbação.
  • Cópia da Carteira de Identidade;
  • Cópia do CPF;
  • Uma (1) foto 3x4;
  • Cópia de um comprovante de residência;
  • Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
  • Curriculum Vitae atualizado;

Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Rematrícula - Pós-Graduação EAD

O que é a rematrícula num curso de especialização EAD?

Considerando que os cursos são compostos por dois módulos, ao final do primeiro o aluno deverá realizar a sua rematrícula, utilizando para tal o Autoatendimento. Após, a quitação do primeiro boleto gerado, referente à primeira mensalidade do segundo módulo do curso, a matrícula será confirmada.

Processo Seletivo - Mestrado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-  Efetuar a inscrição pela internet;
2-  Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-  Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-  Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-  Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Mestrado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Graduação (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Mestrado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Processo Seletivo - Doutorado

O que é Curriculum Vitae Documentado?

É um currículo normal, porém, com as cópias dos comprovantes das titulações informadas.

Quais são as etapas do processo seletivo para cursos de Mestrado e Doutorado?

1-    Efetuar a inscrição pela internet;
2-    Efetuar o pagamento da taxa de inscrição (se houver);
3-    Entregar a documentação necessária para confirmar a inscrição;
4-    Ser aprovado na prova de seleção (se houver);
5-    Ser aprovado na entrevista com a comissão do Programa (se houver).

Posso cursar disciplinas de Pós-Graduação Stricto Sensu sem passar por processo seletivo?

Sim, é possível ao candidato graduado (portador do diploma de graduação) cursar algumas disciplinas dos cursos na condição de aluno com matrícula especial.

Quais são os documentos necessários para inscrição nos cursos de Doutorado?

•    Cópia autenticada do Diploma de Mestrado (frente e verso) ou cópia autenticada do Atestado de Conclusão de Curso, com o registro da data de colação de grau (ficando pendente a entrega do diploma);
•    Cópia do Histórico Escolar completo da Graduação;
•    Cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento;
o    Obs.: em caso de separação ou divórcio, apresentar documento com a averbação.
•    Cópia da Carteira de Identidade;
•    Cópia do CPF;
•    Uma (1) foto 3x4;
•    Cópia de um comprovante de residência;
•    Cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição (se houver);
•    Curriculum Vitae documentado e atualizado;
•    Comprovante de reservista (para candidatos do gênero masculino).

Matrícula - Doutorado

O que é um aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

O aluno de matrícula especial é quando está matriculado em uma ou mais disciplinas, mas que não possui vínculo com um curso.

Como solicito o ingresso de aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Para ingressar como aluno de matrícula especial, o candidato deverá verificar junto a Secretaria de Pós-Graduação as disciplinas disponíveis para ingresso, bem como valores e entrar com o pedido de matrícula especial via Protocolo, já anexando a documentação exigida.

Qual é o custo para ingressar como aluno com matricula especial de Stricto Sensu?

O valor das mensalidades é estabelecido em créditos, de acordo com a carga horária de cada disciplina que pretende cursar.

Como se dá a matrícula do aluno com matrícula especial de Stricto Sensu?

Depois de realizados os procedimentos de ingresso pela Secretaria de Pós-Graduação, o candidato será chamado para a realização da matrícula, retirada de seus boletos de mensalidade e cronograma da disciplina.

Posso trancar meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitar, basta encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

No caso de ter trancado, como posso reingressar em meu curso de Pós-Graduação?

Para solicitá-lo, o aluno deve encaminhar o pedido através de Protocolo na Central de Relacionamento da Instituição.

Não encontrou sua resposta? Faça um registro de atendimento e, em breve, lhe retornaremos a resposta. Clique aqui para registrar.